Loja VirtualParticipe

Associação dos Meliponicultores de Curuçá (ASMELC)

A Associação dos Meliponicultores de Curuçá (ASMELC) é uma entidade não governamental de direito privado, de fins não econômicos, destinada a desenvolver atividades socioeconômicas e culturais no estado do Pará, no município de Curuçá em cinco localidades: Cabeceira; Caju; Pingo d água; Pedras Grandes e S. Pedro, sendo sua sede em Cabeceira.

A principal missão da ASMELC é produzir e fornecer mel, derivados e cosméticos a base mel, de forma sustentável, visando saúde e beleza, promovendo a geração de renda e qualidade de vida aos colaboradores.

A ASMELC também contribui para um desenvolvimento humano igualitário entre homens e mulheres, fortalecendo o papel da mulher dentro da esfera doméstica e na esfera pública. Para tanto a associação é liderada e administrada principalmente por mulheres. A presidente é a Sra. Maria Liliana da Silva Rodrigues.

As principais atividades que a ASMELC exerce são: a criação de abelhas nativas, para produção e comercialização de mel, chamada Meliponicultura e a comercialização de cosméticos à base de mel: shampoo, sabonete, pasta esfoliante, creme hidratante e etc. Estes produtos tem sido a principal fonte de renda dos integrantes da ASMELC, enquanto não conseguem produzir mel em escala suficiente para comercialização.

Além disso, são o meio utilizado pelas famílias para manter, duas vezes por semana, a alimentação artificial (água e açúcar) destinada às abelhas, uma atividade vital para multiplicação das colméias.

A associação tem atualmente vinte e cinco associados, agricultores, autônomos e biscateiros, todos com renda familiar abaixo de um salário mínimo.

Como a ASMELC surgiu e qual a sua trajetória?

A atividade de criação de abelhas nativas pelas comunidades de Curuçá teve início no ano de 2007, através do Instituto PEABIRU, uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), que com recursos do Banco Real coordenou no período de 2007 à 2009 o projeto de Meliponicultura, criando um novo ofício para os habitantes da região, principalmente as mulheres.

O Instituto PEABIRU criou as bases para que no dia 29 de março de 2009 os integrantes do projeto de criação de abelhas de Curuçá se tornassem a Associação dos Meliponicultores de Curuçá – ASMELC, com o principal propósito de buscar novos recursos e parcerias que lhe ajudassem na manutenção de suas atividades.

Este foi um grande passo na estruturação e fortalecimento do grupo que a partir de então pôde enviar cartas e ofícios aos principais Institutos e Órgãos Públicos e Privados voltados aos pequenos empreendedores rurais, tais como: SEBRAE, PARATUR, Prefeitura e etc. Isto lhes rendeu algumas oportunidades de comercialização, obtidas com as exposições de seus produtos no Festival de Mel na localidade do Pingo d’Água, no Festival do Folclore e no Circuito Cultural, eventos importantes realizados em Curuçá.

Na trajetória da ASMELC é importante ressaltar ainda que pouco antes de se tornarem uma associação eles receberam o apoio do Instituto Vitória Régia que ministrou os primeiros cursos sobre cosméticos à base de mel, um passo crucial na capacitação e geração de renda destes meliponicultores.

(Texto extraído e validado com a Sra Maria Liliana da Silva Rodrigues, a Presidente da ASMELC).

Contatos da ASMELC:
Telefones Celulares: (91) 9142-9846 e (91) 9139-8148
E-mails: melcuruca@gmail.com